A Divisão Laboratorial deste Instituto monitoriza constantemente as piscinas públicas geridas pelo Governo, bem como piscinas privadas abertas ao público, nomeadamente, dos hotéis e das habitações. Segundo os itens da monitorização da qualidade da água conforme as orientações dos Serviços de Saúde, recolhe periodicamente amostras de água que são sujeitas a análises bioquímicas segundo padrões internacionais, a fim de conhecer o estado sanitário geral da água das piscinas, assegurando a saúde dos banhistas.
        Para além da inspecção da qualidade da água, o Laboratório procede periodicamente a vistorias às diversas piscinas, no intuito de conhecer a gestão geral dessas piscinas, garantindo que a respectiva gestão esteja em conformidade com os requisitos gerais no âmbito de segurança e higiene.
 
Monitorização da qualidade da água das piscinas
O Laboratório recolhe periodicamente amostras de água nas piscinas, de forma aleatória e, após realizar testes in loco ao valor do pH, condutividade e cloro livre residual, essas amostras são transportadas, com a maior brevidade possível, ao Laboratório, para serem sujeitas a análises laboratoriais.
 
Etapas de fiscalização:
  1. Recolha de amostras e realização de testes in loco
    • Recolha de amostras de água das piscinas.
    • Testes in loco: cloro livre residual, valor do pH, ozono.
  2. Análise laboratorial
    • Análise microbiológica: Filtragem e inoculação das amostras,  cultura de bactérias e leitura dos resultados.
    • Análise química: amónia e turbidez.
  3. Recolha de informação e divulgação de resultados
    • Processamento e verificação dos dados
    • Elaboração de relatório
    • Publicação dos resultados da qualidade da água das piscinas públicas no website