Controlo e eliminação de roedores

Visto os ratos espalharem doenças e destruírem alimentos e propriedades, é importante realizar o trabalho de controlo de roedores. Actualmente, a equipa de controlo de roedores, da Divisão de Higiene Ambiental do IAM, realiza aquele trabalho, em Macau e Ilhas. Em conformidade com a demografia e as condições de higiene ambiental das diferentes zonas, a equipa dividiu a península de Macau em 20 zonas, três zonas na Taipa e duas em Coloane. Na via pública, nas respectivas áreas, a equipa coloca armadilhas, sistematicamente, para controlo de roedores, duas vezes ou mais por ano, de acordo com o programa, conhecido como "controlo local de roedores".

 

Em cada zona, o trabalho de controlo de roedores terá um ciclo de cinco semanas. Durante esse período, o IAM coloca armadilhas com veneno para controlo de roedores, nas ruas de cada zona. A equipa de controlo de roedores irá estudar os excrementos, as marcas de óleo, marcas de mordidelas e buracos de ratos para compreender a sua actividade e, em seguida, executará a análise técnica com base nessas informações e instalará armadilhas em locais adequados, e, ainda, avisos das armadilhas para alertar os moradores. Os membros da equipa executarão inspecções frequentes e instalarão mais armadilhas se necessário.  Encontrados os ratos mortos devido às armadilhas, o IAM eliminará, adequadamente, os seus cadáveres. Ao realizar o trabalho de controlo de roedores, o IAM tomará nota do número de ratos mortos e localização de infestações graves, de modo a melhorar o controlo dos roedores, analisando e estudando a sua eficácia.

 

Além disso, a equipa de controlo de roedores cumprirá regularmente as suas funções nas instalações administradas pelo IAM, tais como os mercados municipais. Coloca caixas com armadilhas fixas junto às áreas de venda ambulante, dos contentores de lixo na via pública e junto de tubos de drenagem de águas pluviais, pois estes lugares são facilmente transformados em fontes de infestação de roedores, ou frequentados regularmente por muitos ratos.

 

Actualmente, existem cerca de 800 pontos fixos para instalação de armadilhas em Macau. Estes pontos são fiscalizados por pessoal designado para acompanhar a taxa de mortalidade dos roedores e o enchimento das armadilhas. Além do trabalho regular de controlo de roedores, descrito acima, aquela equipa de controlo também irá controlar a existência de ratos, em áreas públicas afectadas, e de acordo com os relatos dos moradores. A equipa poderá, ainda, disponibilizar sugestões técnicas de controlo de roedores em infestações que ocorrem em propriedades privadas, embora com menor frequência do que as que ocorrem na via pública.