Conclusão neste ano do melhoramento dos sanitários públicos em sintonia com “Trabalho Sim, Caridade Não” para criar cidade saudável

   
Data de Publicação: 10/03/2020

A higiene pública é uma pedra angular da prevenção de epidemias. Para tal, o IAM tem vindo a optimizar continuamente as instalações de higiene pública e, este ano, irá desenvolver um projecto de melhoramento dos sanitários públicos, com vista a torná-los em instalações de alta qualidade. Através da cooperação do Governo com associações profissionais e populares, o Instituto irá renovar e reordenar, por fases, todos os sanitários públicos de Macau, introduzir elementos favoráveis à protecção ambiental, aumentar a ventilação natural e arborização interior, melhorando assim as condições dos sanitários públicos e o ambiente da comunidade em termos de higiene, para criar em conjunto uma cidade saudável. Ao mesmo tempo, o projecto contribuirá para a implementação da medida “Trabalho Sim, Caridade Não” do Governo da RAEM, que visa ajudar as pequenas e médias empresas (PME) de Macau, a fim de assegurar o emprego dos trabalhadores locais, prevendo-se que possa criar cerca de 1200 postos de trabalho.

O Presidente do Conselho de Administração para os Assuntos Municipais do Instituto, José Tavares, o Vice-Presidente, Lo Chi Kin e o Administrador Mak Kim Meng do Conselho de Administração para os Assuntos Municipais, e o Presidente da Assembleia Geral da Associação dos Arquitectos de Macau (AAM), Leong Chong In, participam hoje (dia 10) em Conferência de Imprensa, para apresentar o projecto de melhoramento dos sanitários públicos. O Presidente do Conselho de Administração para os Assuntos Municipais, José Tavares, manifestou que o projecto contribui para implementação da medida do Governo “Trabalho Sim, Caridade Não”, ajudando as PME e os trabalhadores locais, e prevê que o projecto seja concluído este ano.

O IAM já concluiu os trabalhos de melhormento de vários sanitários públicos, como os da Praça Flor de Lótus, da Praça de Tap Seac e da Praia de Hac Sá, para disponibilizar aos cidadãos e turistas um melhor ambiente nos sanitários públicos. Tendo em conta a epidemia do novo coronavírus e sua prevenção e controlo, é necessário apressar o desenvolvimento dos trabalhos de melhoramento de instalações de higiene públicas.

O IAM irá introduzir para os sanitários públicos os seguintes elementos de optimização: melhoramento da concepção do interior dos sanitários públicos, nova disposição do espaço dos sanitários, aumento dos compartimentos e ajuste de proporção dos compartimentos masculinos e femininos, para atender às necessidades reais, adição de compartimentos para pais e filhos, para facilitar aos pais na utilização com as suas crianças. Irá introduzir ainda elementos favoráveis à protecção ambiental, aumentar a ventilação natural, iluminação e arborização interior, e usar melhores materiais de construção e louças sanitárias, para melhorar o efeito visual. Além disso, irá adicionar equipamentos com sensores automáticos, como dispensador automático de sabão, torneira com sensor, autoclismo com sensor e máquina automática de papel higiénico, etc., para reduzir a hipótese de contacto com as mãos; irá também adicionar corrimãos nos compartimentos, para atender às necessidades dos idosos, e instalar ainda aparelhos desinfectantes e desodorantes, para melhorar o problema dos maus odores.

Com vista a coordenar com os trabalhos de prevenção da epidemia, o IAM irá apressar o desenvolvimento do projecto de melhoramento de sanitários públicos e proceder ao reordenamento de 60 sanitários públicos, em cooperação com a Associação dos Arquitectos de Macau, cabendo aos arquitectos locais a concepção do reordenamento dos sanitários públicos. Além disso, irá proceder à renovação de 23 sanitários públicos. Prevê-se ainda para este ano a conclusão das obras de melhoramento de 83 sanitários públicos de Macau, durante as quais o IAM irá reforçar a fiscalização, de modo a garantir a qualidade das obras.