IAM verifica rigorosamente testes rápidos de antigénio de vendedores, presta atenção ao fluxo de pessoas e não exclui possibilidade de adoptar medidas restritivas

   
Data de Publicação: 06/07/2022

O Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) exige rigorosamente aos vendedores dos mercados e das zonas de vendilhões que concluam, antes de trabalharem de todos os dias, o teste rápido de antigénio, e os fiscais procedem à verificação dos resultados, para que estes possam explorar os seus negócios. Durante os trabalhos, os vendedores devem cumprir rigorosamente as orientações sobre higiene e prevenção contra a epidemia e adoptar correctamente as medidas de protecção da saúde individual, a fim de proteger a própria saúde e a dos consumidores.

O IAM presta especial atenção ao fluxo de pessoas nos mercados e zonas de vendilhões, adoptando, quando necessário, medidas de restrição para reduzir os riscos de concentração de pessoas e transmissão do vírus, e espera que os vendedores e os cidadãos que fazem compras possam compreender e colaborar.

Nos mercados municipais e zonas de vendilhões, é reforçada continuadamente a limpeza e desinfecção, intensificada a frequência das limpezas com lixívia diluída das instalações públicas e, após o encerramento, todas as noites, procede-se à limpeza e desinfecção completa e à lavagem com pistola de alta pressão, sendo adicionado o uso de pulverizador para reforçar a desinfecção.

O IAM lembra mais uma vez às pessoas que entram no mercado que é obrigatório usar adequadamente máscaras, medir a temperatura corporal e digitalizar o código QR exclusivo para estabelecimentos, assim como prestar atenção à higiene pessoal e ambiental e colaborar com os trabalhos de prevenção de epidemia, levados a cabo pelo Governo da RAEM. Os seguranças posicionados à entrada dos mercados também fornecem álcool-gel desinfectante às pessoas que entram naqueles recintos, para reforçar ainda mais os trabalhos de protecção.