IAM irá preservar a calçada portuguesa e continuar a melhorar as instalações pedonais

  
Data de Publicação: 01/06/2020

O Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) vai continuar a manter a típica calçada portuguesa usada na pavimentação de diversas praças e vias em Macau. O objectivo é salvaguardar o seu simbolismo e destacar as caraterísticas da coexistência das culturas oriental e ocidental que a cidade encerra. Paralelamente, este Instituto vai continuar a pavimentar diversos espaços e vias públicas com calçada portuguesa, fazendo a ligação entre diversos bairros e pontos turísticos e contribuindo para a continuada melhoria das instalações para os transeuntes.

O uso da calçada portuguesa na pavimentação das vias é um dos principais pontos de destaque da concepção urbana de Macau. Ao longo do tempo, o IAM tem vindo a pavimentar os espaços e vias públicas com calçada portuguesa, nomeadamente os Largo de Santo Agostinho, Largo do Senado até à zona reservada exclusivamente ao trânsito de peões das Ruínas de S. Paulo, Largo da Sé, a Avenida de Almeida Ribeiro e a Freguesia de São Lázaro, entre outros, ligando, assim, vários pontos turísticos que fazem parte da zona histórica do Património Mundial. Esses locais foram pavimentados com traços temáticos portugueses e chineses, o que permite salientar as caraterísticas singulares de Macau como lugar de encontro das culturas oriental e ocidental e atrair os cidadãos e turistas para passearem ao longo das calçadas ao estilo português. Futuramente, o IAM irá continuar a preservar os pavimentos com calçada portuguesa, bem como a coordenar com o Instituto Cultural com vista a aperfeiçoar as respectivas intervenções na cidade.

Relativamente à opinião colocada por cidadãos e vogais do Conselho Consultivo para os Assuntos Municipais, sobre o desnivelamento e a superfície escorregadia da calçada portuguesa que podem constituir riscos de segurança para a circulação dos veículos e transeuntes, o IAM irá avaliar, de forma global, o estado das diversas zonas pedonais. Sempre que as condições o permitam, envidará os maiores esforços para proceder às melhorias que se revelem aconselháveis aquando a realização dos trabalhos de embelezamento e reordenamento dos passeios.