Matadouro suspende fornecimento de bovinos vivos a partir de amanhã Fornecimento de suínos vivos mantém-se normal com mais de 300 suínos a serem fornecidos

Data de Publicação: 22/06/2022

O Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) activou recentemente o plano de prevenção de epidemia no Matadouro, estando a decorrer normalmente o seu funcionamento nos últimos dias. Devido a limitações de recursos humanos no Matadouro, a partir de amanhã (dia 23), será suspenso o fornecimento de bovinos vivos, enquanto o fornecimento de suínos vivos irá manter-se normal, com mais de 300 porcos a serem fornecidos ao mercado amanhã. Assim, o IAM pede a compreensão dos cidadãos e do sector.

Para estabilizar o fornecimento e os preços da carne fresca, o IAM e o Matadouro de Macau iniciaram anteontem (dia 20), o plano de prevenção de epidemia, dividindo os trabalhadores em dois grupos e em turnos para iniciarem trabalhos com antecedência, para evitar a suspensão do funcionamento do matadouro para eventual quarentena de todos os trabalhadores em caso de algum destes ser diagnosticado positivo a Covid-19. Desde o início do referido plano, foram abatidos 1198 suínos e 14 bovinos, o que representa uma média de 399 suínos e 4 a 5 bovinos abatidos por dia, um aumento de mais de 50% em comparação com o período anterior à epidemia.

Actualmente, o mercado de Macau é dominado pela carne congelada, e o fornecimento de carne de porco refrigerada e congelada em Macau é suficiente. O IAM irá manter comunicação estreita com os serviços competentes do Interior da China, com os fornecedores de suínos vivos de Macau Nam Yue e Nam Kwong, bem como com o Matadouro de Macau, ajustando as medidas de acordo com a situação da epidemia, de modo a assegurar o fornecimento de carne de porco fresca.