Cidadãos devem continuar fazer compras fora das horas de pico durante “período de estabilização” para concretizar combate à epidemia

   
Data de Publicação: 02/08/2022

Com a entrada no “período de estabilização” do combate à epidemia, os diversos tipos de actividades comerciais têm recuperado ordenadamente. O Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) apela aos consumidores para irem aos mercados e às zonas de vendilhões faseadamente, cumprindo as orientações de prevenção epidemiológica, usando máscara correctamente e, ao mesmo tempo, mantendo um distanciamento social adequado, de modo a concretizar os resultados do combate à epidemia. Simultaneamente, o IAM irá reforçar a fiscalização, a limpeza e as acções de sensibilização nos mercados e nas zonas de vendilhões.

O IAM continua a avaliar a situação real dos diversos mercados em que estão a ser adoptadas as medidas de controlo de fluxo de pessoas, e já implementou, recentemente, filas de espera, respectivamente, no exterior dos mercados com maior fluxo de público, a saber, Mercado do Patane, Mercado do Iao Hon e Mercado de S. Lourenço, permitindo aos trabalhadores organizar a entrada ordenada dos cidadãos naqueles recintos e, em simultâneo, providenciando vias especiais para idosos e indivíduos com mobilidade reduzida.

O IAM agradece à população pela contínua cooperação com as medidas, ao deslocar-se fora do período de pico aos mercados do Patane, do Iao Hon e de S. Lourenço e às zonas de vendilhões do bairro da Rua da Emenda, onde existe maior fluxo de pessoas. O período de pico do fluxo de pessoas no Mercado do Patane é das 9h00 às 11h00, ao passo que, no do Iao Hon e no de S. Lourenço, se concentra principalmente entre as 9h00 e as 12h00, e entre as 16h00 e as 18h00. Aliás, as zonas de vendilhões do bairro da Rua da Emenda atraem também um grande número de pessoas, que se concentra principalmente das 11h30 às 12h30 e das 17h00 às 18h30.