Exibição obrigatória do Código de Saúde de cor verde para ter acesso a vários estabelecimentos públicos

  
Data de Publicação: 11/06/2021

Considerando a evolução mais recente da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus e de acordo com as orientações para prevenção e controlo contra a pandemia actualizadas pelos Serviços de Saúde, a partir de hoje (11 de Junho), para entrar nos estabelecimentos licenciados pelo Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) e sob a sua supervisão, como Barbearias e Salões de Cabeleireiro, Salões de Beleza, de Centros de Máquinas de Diversão e Jogos de Vídeo, Pistas de Bowling, Salas de Bilhar, Cybercafés, Cinemas, Teatros, entre outros, é obrigatório exibir o Código de Saúde de Macau válido de cor verde, além de respeitar as medidas de prevenção e controlo contra a pandemia existentes. Se o Código de Saúde de Macau for de cor vermelha ou amarela, não será permitido o acesso. O IAM notificou os titulares das licenças e consumidores as respectivas medidas, através do envio de SMS e distribuição de cartazes, etc.

A par disso, o IAM continua a reforçar a divulgação sobre a prevenção e controlo contra a pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus nos estabelecimentos de comidas e bebidas, acompanhar a situação de aplicação dessas medidas e a aplicação da exigência do Código de Saúde de cor verde nos estabelecimentos. Nos primeiros dois dias da aplicação dessa nova medida, foram fiscalizados os estabelecimentos de comidas e bebidas, no total, por 757 vezes. Este Instituto apela a que os cidadãos assumam as suas responsabilidades, atendam à higiene pessoal e do ambiente e colaborem com o trabalho de prevenção e controlo contra a pandemia, realizado pelo Governo de Macau.

O IAM não deixa de acompanhar o desenvolvimento da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus, continua a manter comunicação estreita com os Serviços de Saúde, reajustando oportunamente as respectivas medidas, a fim de reduzir o risco de propagação do vírus nos bairros comunitários em Macau.