IAM apela a vendedores das bancas para cooperarem com trabalhos de prevenção epidémica

Data de Publicação: 14/07/2022

De acordo com as orientações de prevenção epidémica do departamento de saúde, o Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) exige que os vendedores em todos os mercados e os vendilhões usem máscaras adequadamente durante o exercício de actividade e lembra aos vendedores que, se precisarem de beber água, devem fazê-lo quando não houver clientes por perto, e recolocar a máscara imediatamente a seguir. Entretanto, os vendedores não podem comer durante o exercício de actividade das bancas, não apenas para proteger sua própria higiene e segurança, mas também para cumprir os requisitos de prevenção de epidemias. Os fiscais do IAM vêm intensificando as inspecções, pedindo aos vendedores que cumpram os regulamentos relevantes e trabalhem, em conjunto, para reduzir o risco de transmissão de vírus.

Em colaboração com a política de prevenção epidémica do Governo, é obrigatório possuir um cartão de permissão especial para apanhar autocarros públicos esta semana. O IAM distribuiu, há dias, esses cartões aos vendedores, para que possam ir para o trabalho e voltar para a casa ao fim do dia ou para refeições e descanso durante a pausa para o almoço.

Desde o início do actual surto da epidemia, o IAM não tem deixado de exigir rigorosamente que os vendedores dos mercados e os vendilhões apenas procedam ao exercício de actividade depois de concluírem o teste rápido de antígeno, todos os dias. Os fiscais continuaram a fortalecer as inspecções, lembrando-lhes que devem cumprir rigorosamente as orientações de prevenção epidémica durante o trabalho e tomar medidas de protecção de higiene pessoal, por forma a proteger a sua própria saúde e a dos consumidores. Por outro lado, quanto aos indivíduos que entram nos mercados, devem usar máscara, sujeitar-se a medição de temperatura corporal, mostrar o Código de Saúde de Macau e registar o seu itinerário.