IAM planta árvores de arruamento nos espaços urbanos

   
Data de Publicação: 28/06/2019

O Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) irá plantar árvores de arruamento nos espaços urbanos em toda a Península de Macau, Ilhas e na Zona de Administração de Macau na Ilha Fronteiriça Artificial, num total de mais de 1700 unidades, das quais mais de 800 serão plantações novas e mais de 900,  replantações. A plantação de árvores está em fase de execução, com 870 árvores de arruamento já plantadas até ao momento.

Para dar mais cor à paisagem urbana, têm sido seleccionadas para árvores de arruamento espécies nativas e espécies resistentes ao vento, sendo a maior parte árvores de folha pequena e média, que florescem e são perenes, portanto, com grande resistência ao vento ao longo do ano. Plantam-se mudas de árvores, para permitir que cresçam e desenvolvam os seus sistemas radiculares e coroas de maneira equilibrada, aumentando assim a sua futura capacidade de resistência ao vento. As 10 espécies de árvores plantadas em maior número incluem Xanthostemon chrysanthus, Sterculia lanceolata, Lagerstroemia speciosa, Ormosia pinnata, Barringtonia racemosa, Bauhinia variegata, Crateva, Ilex rotunda, Terminalia mantaly e Hibiscus tiliaceus.

Além das devidas considerações sobre a selecção das espécies e dos locais de plantio, o IAM também procura optimizar as técnicas de plantio de árvores e as suas estruturas de apoio. No caso de solos em espaços urbanos que se tornaram compactos, coesos e com fraca aeração devido à actividade humana, são adicionados às covas de plantio das árvores tubos de aeração e meios de crescimento, para melhorar a aeração e também a sua permeabilidade ao ar, o que ajuda a desenvolver as raízes. Além disso, com base nas condições reais dos locais de plantio, as árvores recém-plantadas ficam apoiadas numa estrutura que as mantém no lugar. No caso das árvores plantadas ao longo dos passeios, é aplicada a estacagem simples, e para aquelas plantadas em espaços verdes urbanos ventosos usa-se fixação extra com cabos, para ajudar as árvores ainda jovens a resistir a ventos fortes e minimizar as probabilidades de danos pela acção de ventos fortes.

Até ao momento, o IAM já replantou 300 árvores de arruamento, e plantou 570 árvores novas, estando o plano de plantio a decorrer como planeado.