IAM aplica medidas experimentais anti-mosquito em cemitérios

  
Data de Publicação: 22/10/2019

Para optimizar e fortalecer continuamente o controlo de mosquitos em instalações municipais, o Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) introduziu um novo dispositivo anti-mosquito para uso experimental em cemitérios municipais, a fim de reduzir os riscos de infestação de mosquitos.

Em conjunção com os trabalhos de controlo e eliminação de mosquitos dos Serviços de Saúde, o IAM continua a aumentar o processo de controlo de mosquitos em 180 instalações e locais sob a sua gestão. Como os cemitérios municipais são espaços abertos, o IAM procede à limpeza periódica de galhos e folhas caídas, evitandoa acumulação de água em diversos (incluindo a viragem de vasos e o enchimento de queimadores de incenso com areia), pois a água estagnada é uma fonte de mosquitos, além de utilizar produtos químicos para eliminar os mosquitos. Para optimizar continuamente o controlo de mosquitos nas instalações municipais, o IAM introduziu em meados de Agosto novas formas de eliminar os mosquitos, em regime experimental nos cemitérios municipais para proteger os cidadãos que se deslocam a estes locais para venerar os seus antepassados.

Esta “nova armadilha para mosquitos” tem como alvo as fêmeas do mosquito Aedes albopictus, principal factor da febre dengue, que depositam os seus ovos em pequenas poças de água. A armadilha é cheia com água fresca, à qual é adicionado periodicamente larvicida de mosquito. Quando as fêmeas são atraídas a pôr ovos na água, o larvicida adere ao corpo. À medida que voam para longe da armadilha e de uma fonte de água para outra para pôr os ovos, espalham o larvicida nessas poças de água estagnada, impedindo assim o desenvolvimento das larvas. Além disso, as fêmeas, uma vez contaminadas com o larvicida, são eliminadas ao fim de alguns dias. O larvicida adicionado é composto por um fungo natural e regulador de crescimento que, quando diluído, não afecta outros organismos, como peixes, pássaros ou mamíferos, mas unicamente os mosquitos-alvo. Com base em situações concretas, o IAM estudará a implementação de diferentes dispositivos de controlo de mosquitos para optimizar continuamente o seu trabalho de eliminação de mosquitos.

Dependendo da sua eficácia, o IAM irá considerar o uso da nova armadilha contra mosquitos noutras instalações municipais. No entanto, a maneira mais eficaz de erradicar os mosquitos é eliminar a sua fonte de reprodução, apoiada pelo uso de produtos químicos. O IAM espera que o público coopere nos esforços conjuntos para manter os cemitérios limpos e em boas condições de higiene para reduzir os riscos de surtos de dengue em Macau. Além disso, ao visitar cemitérios para venerar os antepassados e como medida de precaução, o público deve usar roupas e calças largas, de cor clara e mangas compridas, e aplicar repelente de insectos na pele e roupas expostas para evitar picadas de mosquito.